segunda-feira, 18 de julho de 2011

A garota das nossas vidas




Maria Eduarda está cada dia mais fofa. Eu sempre digo isso, né? Mas a verdade é que ter um filho transforma as nossas vidas de uma maneira surpreendentemente agradável.
Eu digo isso porque antes de engravidar e até quando engravidei, muita gente chegava e dizia que nossa vida ia mudar completamente para "pior". Que nunca mais nós poderíamos sair ou viajar, ou cuidar de nós mesmos e isso, felizmente, não aconteceu.

Minha licença maternidade está chegando ao fim. Falta menos de 1 mês para eu voltar ao trabalho e, tentei ao máximo, fazer com que minha filha se tornasse um bebê independente. Eu nunca quis que ela chorasse no colo de qualquer pessoa que não fosse eu. Faz bem para o ego saber que seu babê quer você mais que qualquer pessoa. É fato. Mas não faria bem a ela quando chegasse a hora de passar MUITO tempo longe. 

Meu trabalho exige que eu passe o dia inteiro fora. Vou chegar em casa à noite e precisarei aproveitar muitooo bem esse tempo com ela. Por isso acho que ela está preparada. Ela fica tranquilamente com os avós, que adoram cuidar dela (Sim, não vou contratar babá, nem deixar em creche). Minha mãe e minha sogra fazem questão de se revezar e ficar com Maria e, para nós, isso é ótimo. 

Vai ficar manhosa e mimada? Espero que não! Mas, em todo o caso, prefiro deixá-la com pessoas que a amam e que vão cuidar da melhor forma possível. 

Agora sobre os detalhes práticos:

Ela é muito gulosa. A gente tem que tomar cuidado para que ela não engorde muito. Adoraaaa as papinhas que meu sogro (que cozinha muito bem) faz. 

Inicialmente não queria comer de colher. Mas agora já come de todo jeito. O único problema de comer de colher é que não pode demorar a dar, senão ela grita. (é esfomeada)

Adora suco de laranja e água de coco. Mas detestou suco de goiaba.

Só toma leite duas vezes ao dia: quando acorda e antes de dormir. 

Não tem prisão de ventre (pelo contrário)

Quer pegar tudo o que está ao seu alcance e já dorme ouvindo historinha. (Não é fofo?)
Já tem uns dentinhos querendo sair, mas até que não estamos tendo problemas.


Amo muito tudo isso!




4 comentários:

  1. Oi Nanda ,que bom ,que vai sair pra trabalhar e deixar sua pequena em ótimas mãos.
    Também criei o Thalles bem independente e o mesmo faço com o Théo.
    A Duda tá cada dia mais linda e fashion.
    bjos e menino Théo também tá mandando beijinhos pra Duda.

    ResponderExcluir
  2. Nanda, como ela esta grande. Parece que foi otntem que nasceu, que alegria.
    Concordo com vc, acho melhor educar a criança de forma que se sinta segura com outras pessoas, afina, a gente precisa se distanciar pelo menos por algumas horas.

    Ah, não ude deixar de reparar os sapatos, que linda.

    Bjs

    ResponderExcluir
  3. THAÍSA MARTINELLO20 de julho de 2011 06:58

    Fernanda, parabéns pela filhota linda! Pelo que venho acompanhando vc já foi preparando tudo com calma para o retorno ao trabalho e o melhor vc tem, que são as pessoas que vão cuidar da pequena enquanto vc trabalha. Família se mete? Sim, com certeza, mas são as melhores pessoas para cuidar dos pequenos que amamos tanto. Bjs e fiquem com Deus.

    ResponderExcluir
  4. Ter um filho é o maior presente nos dado por Deus nessa vida. Com esses pequenos a cada dia aprendemos tantas coisas e o verdadeiro significado de tantos sentimentos. A vida muda muito? sim, dá trabalho? claro q dá, mas e daí, todas as outras coisas, como um sorriso, um abraço,um simples olhar ou um eu te amo, superam esses pequenos detalhes.
    Eu nunca trocaria ser mãe pelo medo da mudança.

    Fernanda, a verdade é q sentimos mais do q as crianças essa separação, mas vá tranquila, pq ninguém melhor do q os avós para cuidarem dela.

    Bjo

    ResponderExcluir

Deixa um recadinho, vai?